Conecte-se em minhas redes sociais
Chefes

12 Características Irritantes dos Chefes Horríveis

by Rodrigo Ferreira
Comments are off for this post.

Share this article

Tenho certeza de que todos já trabalhamos num local onde o gerente era absolutamente terrível. O tipo de chefe que faz o seu trabalho insuportável, até um ponto em que você sente vontade de sair a qualquer momento.

Infelizmente, há muitos chefes horríveis por aí e eles podem fazer até mesmo o trabalho mais divertido parecer assustador.

Aqui estão algumas das características de um chefe horrível:

Chefes

1 – Controle

 

Há uma clara diferença entre o bom e o mau líder.

Um grande líder sabe como motivar pessoas e torná-las melhor. Um líder horrível é apenas um distribuidor de tarefas, “delargando” trabalho para a equipe, sem explicar o porquê de estarem fazendo.

Certamente há pessoas que nem sabem por que estão fazendo seus relatórios…

2- Indecisos

 

Chefes horríveis muitas vezes são indecisos (não específicos) quanto ao resultado que eles querem ver ao final de certas tarefas.

Não necessariamente analisam as situações o suficiente para perceberem qual será o resultado final. Apenas têm as ideias, julgam serem “boas ideias” e seguem assim mesmo, sem pesar os prós e contras.

Um grande líder avaliará a situação e será capaz de perceber se as decisões serão melhores para a empresa. Mesmo ele achando que a ideia seja boa, não tem medo de abandoná-la e pensar em outra coisa.

3 – Teimosos

 

Eles sempre acham que estão certos, não querem ouvir a opinião de ninguém, desprezarão uma ideia potencialmente melhor que a sua… Ou roubará os créditos por ela!

Chefes teimosos podem quebrar o espírito colaborativo de um departamento e serem prejudiciais ao crescimento da empresa.

4 – Resistentes às Mudanças

 

Maus gestores adoram a estagnação e não gostam de mudar certos processos.

As pessoas, em geral, não gostam de nada que os faça “gastar energia”; contudo, um gestor ser resistente à mudança é colocar empregos em risco.

Evoluir um negócio requer que você constantemente reinvente o ambiente de trabalho, com novos conceitos que vão permitir aos seus funcionários trabalharem melhor e satisfaçam seus clientes.

5 – Fiscalizam

 

“Fiscalizar” o trabalho da equipe é provavelmente a pior coisa que um ser humano pode fazer.

Um gerente horrível que está constantemente revisando o trabalho para se certificar de que esteja concluído ao seu gosto é um grande imbecil. Eles estão desmotivando seus funcionários e arruinando a qualidade do trabalho.

Alguns dos melhores lugares para trabalhar estimulam a autonomia, dando aos seus funcionários a liberdade de realizar mais tarefas e fazê-lo ao seu gosto. É muito menos estressante tanto para administradores quanto empregados.

6 -Lideram pelo Medo

 

Este tipo de tática é totalmente arcaico, onde as pessoas devem olhar para o seu gestor como se ele fosse um “semideus”. Mas do jeito que as coisas mudaram nos últimos anos, não há mais espaço para esse tipo de liderança.

O protótipo do local de trabalho moderno é muito mais liberal e não usa o medo como forma de gestão.

Nós todos já vimos aqueles filmes antigos, onde os gestores ameaçam um empregado, dizendo que eles serão demitidos  se não completarem uma grande tarefa. Bem, há uma razão pela qual o gerente naqueles filmes, geralmente, serem os vilões… Aquele tipo de gestão não funciona mais!

7 – “Sem Visão”

 

É muito ruim quando o chefe não tem visão de longo prazo e se concentram apenas em resoluções imediatas.

Quer sejam questões relativas a produtos / serviços, ambiente de trabalho ou mesmo conflitos. Um chefe que não separa um tempo para planejar e definir objetivos derruba a moral dos colegas.

Grandes chefes tendem a ter um roteiro sobre o que fazer para as próximas semanas, meses e às vezes até anos.

8 – Favoritismo

 

Não há espaço para nepotismo no ambiente de trabalho. Chefes horríveis não deveriam cultivar “queridinhos”, principalmente se forem recomendar para uma promoção.

Um gestor pode fazer amizade com seus colaboradores (alguns gestores dizem o contrário), no entanto, precisam saber que amizade é amizade, trabalho é trabalho.

Grandes líderes muitas vezes enxergam a amizade com colegas de trabalho como um fator adicional. Eles sabem diferenciar o trabalho das questões pessoais e se esforçam para estabelecer bons relacionamentos com todos no trabalho.

9 – Arrogância

 

Assim como o teimoso, um chefe arrogante pode arruinar o local de trabalho com sua personalidade “ostentadora”. Eles carregam esse comportamento horrível, como se fossem as pessoas mais poderosas do mundo.

Não há espaço para arrogância no escritório e os grandes líderes sabem conter seus egos. Sabem também que ter funcionários engajados é resultado do reconhecimento do trabalho em equipe, não de se gabar por suas realizações pessoais.

10 – Raiva

 

Chefes de cara amarrada são ridículos! Pensam que, por estarem em posição de poder, têm o direito de repreender, menosprezar e tratar os outros como bem entendem. Definitivamente não é um bom indicador de liderança saudável e se parece muito com a liderança pelo medo.

Os verdadeiros líderes possuem um comportamento equilibrado e não deixam suas emoções os dominarem.

11 – Transfere culpa para a equipe

 

É como alguém que vive dando desculpas. Este tipo de gestor vai sempre procurar um culpado e ao invés de assumir para si a responsabilidade. Basicamente o “transferidor de culpa” vai sempre olhar para tudo o que deu errado e culpar os funcionários.

Um grande líder é capaz de aprender com os próprios erros, e mais impressionante ainda, muitas vezes assumem erros cometidos por algum funcionário. Apenas porque não estavam presentes para corrigi-los a tempo.

12 – Levado pelas Emoções

 

Por último, um chefe horrível é levado por suas emoções. Uma coisa é tomar decisões baseadas em autoconfiança ou forte intuição; outra é fazer isso e não ter nenhuma racionalidade.

Grandes líderes, geralmente, tomam decisões usando uma boa quantidade de informações para se resguardarem. É um procedimento menos arriscado e com uma recompensa maior. Há uma razão para haver tantas plataformas de análises na internet: para que grandes administradores possam usá-las e reunir dados para confirmar quaisquer suposições.

 

“Bônus”: Negligencia o Desenvolvimento de Equipes

O pior tipo de chefe não entende o quão importante a cultura da empresa é para os lucros. Se você trata seus funcionários com respeito e os faz felizes, eles trabalharão com muito mais afinco e o seu negócio será mais bem sucedido.

Texto original: https://www.officevibe.com/blog/horrible-boss-infographic

Share this article

Comments are closed.